Convite: Visite meu novo blog

Atenção: este foi meu primeiro blog, descontinuado desde meados de 2006. Convido a uma visita a meu blog Diplomatizzando: http://diplomatizzando.blogspot.com/

quinta-feira, 29 de dezembro de 2005

83) Planos Econômicos no Brasil: visão histórica (I)


Introdução
O Estado sempre desempenhou um importante papel na história econômica do Brasil, mesmo quando não poderia fazê-lo (por incapacidade de meios, por exemplo, como no Império) ou até quando não mais deveria assumir nenhuma nova missão “empresarial” (por esgotamento de sua capacidade de financiamento ou por absoluta “desnecessidade” estrutural, após o virtual “acabamento” de nosso processo de instrustrialização, simultanemente à crise da dívida externa e aos surtos recorrentes de hiperinflação, a partir dos anos 1980).
Aqueles que acreditam que as atuais PPPs (parcerias público-privadas) constituem fato inédito em nossa história, parecem ignorar que o Império viveu “à base” de PPPs. Elas eram constituídas para fazer funcionar a maior parte da infra-estrutura (transporte ferroviário, saneamento básico, iluminação e transporte urbano, linhas de navegação e, sobretudo, meios de comunicação: telégrafos e telefonia). Os investidores estrangeiros (geralmente ingleses) constituiam uma companhia no exterior (Brazil Railway, por exemplo), que depois fazia um contrato com o governo, que lhes garantia um retorno anual mínimo (em torno de 6%). Assim funcionavam as coisas no Império e em boa parte da velha República.
O que se apresenta atualmente como novidade não é, portanto, senão um “repeteco” do passado, e nada mais representa do que a confissão da incapacidade do Estado de fazer os investimentos necessários à boa manutenção da nossa infra-estrutura. Melhor seria, talvez, adotar um regime de concessões ou passar diretamente às privatizações.

Em todo caso, para avaliar qual foi o papel “organizador” do Estado brasileiro, elaborei, no início de 2004, um ensaio histórico sobre o planejamento econômico em perspectiva histórica, disponível, em sua integralidade, neste link: http://www.pralmeida.org/05DocsPRA/1277HistorPlanejBrasil.pdf.

Para adequar a informação nele contida às dimensões de um blog, elaborei, a seguir, uma série de posts, que apresentam, em versão ultra-sintética, a sucessão de planos econômicos de desenvolvimento ou de estabilização no último meio século de história brasileira. Ao final, apresento uma breve bibliografia.

(À suivre...)

3 comentários:

Edna disse...

Tentei entrar no link e não consegui, poderia verificar se está errado ou esse link não existe mais!

Paulo R. de Almeida disse...

Edna, voce entrou como anonima e noa posso, em consequencia, sequer remeter a voce diretamente esse texto. TEste, em todo caso, a conexao e ela funciona. Tente copiar e colocar este link:
http://www.pralmeida.org/05DocsPRA/1277HistorPlanejBrasil.pdf

Anônimo disse...

Muito boa a sua síntese histórica, estou escrevendo minha tese e o desenvolvimento economico do Brasil pré, durante e pós ditadura faz parte do estudo e sua sintese dá um panorama geral não encontrado em muitos dos livros que pesquisei até o momento. Parabéns!